quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

O Dia que os rivais COMEMORARAM uma vitória do Fluminense

Por FLUnômeno —

  • 23:36

    Foto: Reprodução FFC.
    Hoje em dia é muito comum, graças a alienação da mídia (Flapress), a gente vê nossos próprios rivais desprezarem a história gloriosa do Fluminense. Talvez eles estejam tão alienados e enganados pela mídia que sequer tentarão acreditar em nossa própria história, porque para eles é talvez melhor acreditar na mentira para difamar nosso clube do que tentar buscar a verdade.

    E por falar em verdade, ela nos mostra que somos o segundo campeão interclubes do mundo. Foi durante a Copa Rio, nosso primeiro torneio mundial, que o Fluminense conseguiu tirar um nó da garganta de todo o torcedor brasileiro. Dois anos antes, o Brasil amargava ainda o luto de perder a final da Copa do Mundo para o Uruguai, no Maracanã lotado. A Copa Rio então, serviu como forma de resgatar o interesse do brasileiro pelo futebol, e ao que parece, serviu muito bem, pois se tornamos anos depois o maior vencedor da competição, com cinco títulos até o momento.

    A maior potência do futebol naquela época era o Uruguai, até então o maior vencedor de Copas do Mundo nas Américas, e atual campeão mundial. O Peñarol, o maior campeão daquele país, tinha chegado ao Brasil com a moral de ter sido campeã uruguaia, e ainda por cima, com alguns dos mesmos jogadores que decretaram a catástrofe no Maracanã em 1950. Era a terceira partida do Fluminense na Copa Rio, e o Tricolor precisava da vitória para conseguir a classificação. Um empate daria a classificação para o time uruguaio.

    Foi aí que torcedores do Botafogo, Vasco e Flamengo SE JUNTARAM na torcida do Fluminense para que o Tricolor pudesse se vingar para cima dos uruguaios. Afinal de contas, naquela partida havia no time do Peñarol cerca de seis jogadores que estavam na decisão contra o Brasil em 1950. O Fluminense liquidou o time uruguaio, para a alegria de nossos rivais (Flamengo, Botafogo e Vasco) que VIBRARAM JUNTO com a torcida do Fluminense no Maracanã. A vitória de 3 x 0 levou o Fluminense para a próxima fase da competição, de onde seria campeã alguns dias depois.

    Os rivais então vibraram com a torcida do Fluminense pela vingança contra os uruguaios! Infelizmente essa história a mídia tendenciosa de hoje (Flapress) evita mostrar. Confiram abaixo a súmula da partida.



    FLUMINENSE 3 x 0 PEÑAROL. Dia 20 de Julho de 1952. Copa Rio
    Gols: Marinho aos 36 minutos do primeiro tempo; Orlando Pingo de Ouro aos 44 do primeiro tempo; e Marinho aos 30 do segundo tempo.

    FLUMINENSE: Castilho; Píndaro e Pinheiro; Jair, Édson e Bigode; Telê, Didi, Marinho, Orlando Pingo de Ouro (Villalobos) e Róbson. Técnico: Zezé Moreira.

    Peñarol: Nattero; Davoine e Colturi; Rodríguez Andrade, Nardeli e Romero; Ghiggia, Hohberg, Romay (Míguez), Schiaffino (Abadie) e Vidal. Técnico: Juan Lopez.

    Fonte da Súmula: Jornalheiros