[facebook]

quarta-feira, 22 de março de 2017

Quando foi que o Fluminense virou a mesa?!

Por FLUnômeno —

  • 12:52


    O Internacional acabou sendo praticamente rebaixado pelo Fluminense, na última rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Porém, o clube gaúcho recorreu até a Corte Arbitral do Esporte, na Suíça, para tentar reverter essa situação. Segundo informações, o Inter pede que o Vitória perca pontos pela participação do jogador Victor Ramos, que segundo o Inter, é ilegal. Essa questão já tinha sido inclusive julgado, e o Vitória, na ocasião, absolvido.

    O Corinthiano  (e blogueiro) Juca Kfouri acabou relatando este episódio no seu blog, e também cita o Fluminense como um dos clubes que "viraram a mesa para compensar a incompetência técnica de seus times". Agora, quando foi que o Fluminense virou a mesa?! Vamos passear um pouquinho pela história, vamos?!

    Link da matéria que ele disse isso http://blogdojuca.uol.com.br/2017/03/o-inter-ainda-sonha-com-o-tapetao/

    Em 1996, graças a esquemas de arbitragem envolvendo Corinthians e Atlético PR (conhecido como "Caso Ivan Mendes"), o Fluminense acabou não sendo rebaixado naquele ano. Se existiu algum responsável pela "virada de mesa" do próprio Flu naquele ano, foram Corinthians e Atlético PR!

    O Fluminense nunca precisou de esquema nenhum para voltar a elite do futebol brasileiro, ao contrário desses jornalistas clubistas dizem na mídia. Lembrando que em 1999 o Flu aceitou a jogar a Terceira Divisão. Naquele mesmo ano, aconteceu o caso Sandro Hiroshi, envolvendo São Paulo, Botafogo e Gama: o time paulista aplicou uma goleada de 6 x 0 sobre o alvinegro carioca, QUE APELOU NO TAPETÃO a irregularidade do jogador paulista Sandro Hiroshi. Com isso, o Botafogo ganhou os pontos da goleada sofrida pelo São Paulo, e o Gama (que nem estava na História) acabou rebaixado. Rebaixado, ele entrou na Justiça, e um novo campeonato teve que ser feito: a Copa João Havelange!

    A Copa João Havelange era dividida em três Módulos, equivalentes a três divisões do Campeonato Brasileiro. O Fluminense teria por direito a jogar no segundo Módulo, mas acabou sendo convidado a participar do Módulo da Série A, onde chegou em 3° lugar.

    OBS: uma ótima sugestão de livro - Livro - Pagar O quê?: Resposta à Maior Bravata da História do Futebol Brasileiro é um livro escrito por  Cezar Santa Ana, Joao Marcelo Garcez, Luiz Alberto Couceiro, Marcelo Janot e Valterson Botelho. Tem pouco mais de 200 páginas, e acabou publicado em 2014. Ele explica todo o imbróglio envolvendo os episódios que mantiveram o Fluminense na Série A, e sem NENHUMA VIRADA DE MESA. Ótima sugestão de leitura para os jornalistas que não conhecem a História do Fluminense.