[facebook]

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

"Situação financeira não é confortável, mas queremos um time competitivo" afirma presidente do Fluminense

Por FLUnômeno —

  • 11:02


    Nós já tínhamos falado sobre isso no blog. O Fluminense passa por uma enorme crise financeira: sem patrocinador master há messes, e com fornecedora de material esportivo que não paga, quem paga o pato é o clube. Sinceramente, nem sei se eles estão conseguindo cumprir a folha de pagamentos do pessoal. Celso Barros já chegou a comentar que o caixa do Fluminense ficará no zero já em Fevereiro de 2017.

    Em uma coletiva, o novo presidente do Fluminense, Pedro Adad, chegou a comentar sobre toda essa questão, conforme apurado pelo portal Uol Esporte:

    "O quanto podemos investir envolve outras questões e setores do clube. A situação do Fluminense, embora haja um certo equacionamento, não é confortável. Não faremos investimentos exagerados. Trabalhamos com algo entre três ou quatro atletas para suprir eventuais deficiências. Há clubes interessados em atletas nossos e uma entrada ou saída será compensada" 

    "Abel Braga já falou o perfil que queremos: um time com cara e intensidade de jogo. Esse tipo de atleta que buscamos. Queremos um time competitivo para brigar em todas as competições na parte de cima da tabela. É uma obrigação do Fluminense" falou o presidente.

    Segundo o novo presidente do Fluminense, três fatores colaboram para a situação financeira do Fluminense estar desse jeito: a construção do CT, a falta de pagamentos com a Dryworld, e a falta de um patrocínio Master estampado no uniforme do clube. Chegamos a citar aqui no blog que muito provavelmente o Fluminense terá a CAIXA como novo patrocinador, além de outras duas empresas não divulgadas.

    Gostaria de saber como se faz um time competitivo com poucos recursos. A não ser, que, procure contratar corretamente. Já estamos cansados de sofrer com contratações que não deram em nada no clube. Isso aqui é Fluminense!!!

    LEIA TAMBÉM:

    Fonte: UolEsporte Foto: Nelson Perez FFC (Divulgação)