[facebook]

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Welligton Silva poderá ficar até seis anos sem jogar

Por FLUnômeno —

  • 22:42

    Foto: Lucas Merçon - FFC - Divulgação.
    Como vocês sabem, Welligton Silva acabou sendo emprestado para o Internacional. Porém, segundo informações, o jogador do Fluminense e outros 35 jogadores estão sendo investigados. Ao que parece, há um escândalo de manipulação de resultados na partida entre Zaragosa x Levante, pela última rodada do Campeonato Espanhol 2011. Na ocasião, Welligton Silva jogava pelo Levante. Ao que parece, os jogadores poderiam pegar uma pena de dois anos de prisão, além da suspensão de seis anos no futebol profissional.

    Os jogadores envolvidos

    Levante: Miguel Pallardó, Gustavo Munúa, Héctor Rodas, Rafael Jordá, Rubén Suárez, Xavi Torres, Christian Stuani, Wellington Silva, Jefferson Montero, Miguel Robusté, Javi Venta, Manuel Reina, Felipe Caicedo, Vicente Iborra, Xisco Muñoz, Sergio Ballesteros, Juanfran García e David Cerrajería.

    Zaragoza: Maurizio Lanzaro, Toni Doblas, Paulo da Silva, Jorge López, Ander Herrera, Braulio Nóbrega, Leo Ponzio, Gabi Fernández, Carlos Diogo, Ivan Obradovic, Ikechukwu Uche, Adam Pinter, Javier Paredes, Leo Franco, Jiri Jarosik, Nicolás Bertolo, Said Boutahar e Ángel Lafita. Também o treinador mexicano Javier Aguirre.

    A manipulação de resultados seria no caso fazer o Levante perder para que o Zaragosa se mantivesse na série A em 2012. A suspeita é que os jogadores tenham repassado cerca de 965 mil Euros (algo em torno de quase R$4 milhões) para que os jogadores pudessem perder a partida. Vale lembrar que, segundo a lei espanhola, pena menor de 2 anos pode se resultar em multa apenas.

    Resposta do Advogado de Welligton Silva

    O advogado do jogador, Alexandre Soares, chegou a responder sobre essa investigação. Confira o que ele disse.

    "O atleta nunca recebeu qualquer valor ou contato de ninguém a respeito desses fatos, colocando à disposição, inclusive, voluntariamente, a quebra do seu sigilo fiscal e bancário. Com uma possível reabertura do processo para avaliação em segunda instância, a pedido do Ministério Público, que foi arquivado em primeira por falta de provas, o jogador continua à disposição para qualquer esclarecimento que ainda se fizer necessário" 

    E vocês, o que acham disso?! Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

    Fonte: Globoesporte.