[facebook]

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Fluminense pode ter se dado muito mal por dispensa dos jogadores no fim de 2017

Por FLUnômeno —

  • 09:54

    Foto: Divulgação FFC.
    Vocês se lembram daquela "barca" de jogadores que acabaram saindo do Fluminense no fim de 2017?! Isso poderá ser uma das maiores burrices cometidas por aqueles que comandam o Fluminense atualmente. Vamos entender então o porque disso.

    Como vocês sabem, o Fluminense não passa por bons momentos, principalmente na administração: o clube está praticamente quebrado, procurando se restruturar (essa é a desculpa da diretoria). Conseguiram um patrocinador master, o que resolve grande parte do problema, mas deixar de investir no futebol é um grande erro, mas tudo bem...

    Segundo o portal Uol o idealizador da ideia da "barca" foi o vice de finanças do Fluminense, Diogo Bueno. Há informações de que ele possa ser um dos candidatos à presidência do clube nas eleições de 2019. A ideia foi realizada junto com outros dirigentes, apontados pelo Uol como Ronaldo Barcellos [comercial] e Miguel Pachá [jurídico].

    A ideia era muito simples: por causa da atual situação do clube e da conta urgente de corte de gastos, nada melhor que dispensar (ao invés de arrumar um clube para eles) esses jogadores. Segundo o próprio vice de finanças, o Fluminense poderia muito bem pagar a rescisão de contrato dos jogadores da barca. Então o Fluminense pagava todos os débitos com esses atletas, e fim de papo. Era um problema a menos no clube. Essa visão daria mais visibilidade do vice de finanças para futuras pretensões dentro do clube. Daria... se desse certo!

    Mas como o vice de finanças teria TANTA certeza que poderia pagar as rescisões milionárias dos jogadores da barca?! Simples, ele contava com um fundo de investimentos projetado para levantar recursos! Só que o tiro saiu pela culatra: o dinheiro do fundo de investimentos acabou não aparecendo, e então o Fluminense acabou ainda mais prejudicado, porque além de não ter dinheiro em caixa para pagar direito os salários do elenco, terá que ainda por cima pagar rescisões milionárias dos atletas que foram dispensados do clube.

    Por conta disso, Diogo Bueno acabou "sumindo", e Abad teve que pedir desculpas publicamente. Sobre o presidente do Fluminense, a situação nos bastidores está cada vez pior, com a pressão interna por conta da má administração, e dos maus resultados em campo. Depois da vice lanterna na Flórida Cup 2018, o Fluminense está na lanterna do seu grupo no carioquinha, jogando 5 vezes na temporada, e não vencendo alguma. Preparem-se, pois o ano de 2018 promete ser muito, mas muito indigesto para o torcedor tricolor!