[facebook]

domingo, 18 de junho de 2017

Apesar de sair na frente duas vezes, defesa tricolor falha e Flu amarga empate com Flamengo

Por FLUnômeno —

  • 18:08

    Wendel comemorando o primeiro gol da partida, marcado por ele.
    Reprodução: Premiere FC/Sportv.
    Depois da derrota para o Grêmio no Maracanã, o Fluminense pegou o Flamengo, pela rodada seguinte do Campeonato Brasileiro. O que vimos no começo do primeiro tempo foi um inicio de jogo bem movimentado. Aos 23 minutos, Wendel vem na vontade, passando pela zaga rubro negra dentro da área, e só não marcou porque o goleiro flamenguista Tiago saiu na bola, fechando o ângulo para a finalização. O árbitro da partida não procurava dar nenhuma falta. Por exemplo, em arrancada do Calazans, o jogador do Fluminense foi claramente derrubado, e nem falta foi marcada.

    Aos 36 minutos, o Fluminense abre o placar com próprio Wendel: após jogada começada com Richarlison,   cruzamento de Gustavo Scarpa, Wendel ficou sozinho com o goleiro do Flamengo, e não teve dificuldades para marcar. O Fluminense não deixou o Flamengo jogar no primeiro tempo, pressionando sempre na saída de bola, e sempre saindo nos contra-ataques.

    Veio o segundo tempo. O Flamengo chega ao empate aos 9 minutos do 2º tempo, após pressão na pequena área, a defesa do Fluminense bate cabeça, e Diego chuta do lado de Júlio César, que não teve capacidade de pular pro lado e pegar. O Flamengo quase consegue virar a partida, após defesa de Júlio César, que solta na mão do jogador do Flamengo que, por pouco, não ampliou o marcador. O Flamengo dominou a partida, e o Fluminense mal chegava no gol adversário. Aos 26, Berrio quase vira a partida, entrando na pequena área, mas foi intercepetado pelo zagueiro Reginaldo.Abel mexe no time: coloca Matheus Norton e Léo Pelé no lugar de Wendel e Mascarenhas.

    Aos 34 min, Richarlison foi derrubado pelo zagueiro Juan na área, em arrancada. Pênalti para o Fluminense! Henrique Dourado dá mais uma Ceifada, e o Fluminense volta na frente novamente. E ele continua sua invencibilidade em marcar pênaltis. Impressionante: desde que entrou no Fluminense em 2016, o Ceifador não perdeu nenhuma cobrança de pênalti. Aos 36 minutos, Conca (no lugar de Cuellar) entra em campo contra o Fluminense. Já chegou fazendo falta no Orejuela, levando cartão amarelo assim que entrou, além das vaias naturais da torcida tricolor!

    Abel também coloca o Nogueira no lugar de Orejuela. Só sei que o nome do jogo foi Marquinhos Calazans: o garoto partiu para cima com vontade e habilidade, não temeu o time adversário e se manteve vivo durante toda a partida. Ele tem que ser titular absoluto do time! Engraçado que a porcaria da equipe SEMPRE tem que tomar gol no final do Flamengo. Deixaram a porcaria do jogador chutar, e graças A FALHA BIZONHA do Júlio César, a porcaria do Flamengo chegou ao empate, na porcaria do último minuto da partida. Com o resultado (ruim), o Fluminense vai despencando na tabela. Mais uma vez, o time não conseguiu segurar o resultado diante do Flamengo, e só lamenta o empate. Este eu coloco na conta da porcaria do Júlio César! Volta Cavalieri.

    FLUMINENSE 2 X 1 FLAMENGO. Dia 18 de Junho 2017
    Gols: Wendel (36 min 1ºT e Henrique Dourado 34 min 2ºT); Diego e Trauco.

    FLUMINENSE: Júlio César; Lucas, Reginaldo, Henrique, Mascarenhas (Léo Pelé); Orejuela, Wendel (Matheus Norton), Gustavo Scarpa; Richarlison, Henrique Dourado, Marquinhos Calazans. Técnico: Abel Braga.

    FLAMENGO: Thiago; Rodinei, Réver, Juan, Trauco; Márcio Araújo (Willian Arão), Cuéllar (Conca), Diego; Vinícius Júnior (Berrío), Everton, Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.