[facebook]

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Abel fala sobre sua relação de títulos com o Fluminense

Por FLUnômeno —

  • 18:29

    Foto: Nelson Perez - Fluminense FC (Divulgação)
    Novamente Abel leva o Fluminense a uma final de campeonato. Esta é a terceira passagem pelo treinador ao clube. A primeira, em 2005, faturou o Campeonato Carioca, além de chegar a final da Copa do Brasil, onde acabamos perdendo o título para o Paulista. Em 2011, ele retornou ao clube e ganhou o Campeonato Carioca, e também faturou o Campeonato Brasileiro, no ano seguinte. Neste ano, já vencemos a Taça Guanabara, e estamos na final contra o Flamengo.

    Não há como negar como Abel tem sido muito feliz no Fluminense. Questionado sobre sua carreira vitoriosa no Tricolor das Laranjeiras, veja o que Abelão responde.

    "Acho que é por isso que eles me chamaram. Eles pensam assim: “Quer ganhar, chamar o Abel”. (risos). É coincidência, cara. Eu quando joguei, ganhei muito na base. Juvenil, infantil. Nem exista juniores. Quando vim para o Fluminense pela primeira vez (como treinador) em 2005, vim muito entusiasmado. Sou treinador desde 1985 e o clube nunca me chamou. Normalmente um cara que joga muito tempo num clube, e joguei oito anos, o cara vira técnico e depois de um tempinho o clube me chama. Ficava com aquele negócio na cabeça. Vim, o Fluminense não ganhava há bastante tempo. Ficamos sem ganhar, depois teve o Brasileiro em 2010. Depois voltei em 2011 e tornarmos a ganhar um Carioca. Não sei se esse tipo de empatia traz coisa positiva. O mais legal disso tudo é que sou respeitado por todas as direções do clube e pelo torcedor. Sou apaixonado pelo que faço e quando há uma relação muito forte com o clube facilita um pouco as coisas"

    Abel Braga também atuou como zagueiro no Fluminense, durante os anos de 1971-1976. Acabou sendo revelado para o futebol pelo próprio Tricolor das Laranjeiras.

    Fonte: Netflu