[facebook]

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Abel lamenta excesso de empates, e admite que Flu poderia ter vencido

Por FLUnômeno —

  • 11:31

    Foto: Nelson Perez - Fluminense FC (Divulgação).
    Conforme mostrado aqui no blog, o Fluminense é o time que mais empatou no Campeonato Brasileiro até o momento. Diante do Santos ontem, mais um empate! Isso com toda certeza tem atrapalhado (e muito) a luta da equipe para entrar no G6 e se classificar para a Copa Libertadores em 2018. Veja o que o treinador do Fluminense, Abel Braga, falou sobre isso. Confira.

    “Hoje eu diria que faltou sorte, um pouquinho de tranquilidade, um pouco de escolher a melhor jogada… Realmente é ruim ter oito empates (nove, na verdade), eu preferia ter cinco derrotas e três vitórias. Teria um ponto a mais e pesaria no critério de desempate. Estão acontecendo (os empates), mas tem que ficar claro que não jogamos para empatar, não abdicamos de atacar, marcamos alto, os volantes saem para o jogo e tem sido assim. Agora vamos jogar em casa, temos que propor o jogo, mas não podemos sair de qualquer maneira. Tem que ter consciência, jogar com naturalidade e o meu torcedor sabe disso. Não vou ficar atrás com medo de perder jogo quando estiver fora de casa. Os empates estão acontecendo por coincidência”

    Abel também aponta que a partida contra o Santos teve tempos bem distintos. Segundo ele, o Fluminense cresceu de rendimento no segundo tempo e até teve oportunidades de conquistar a vitória.

    “Procuramos um posicionamento para tentar quebrar a verticalidade do Santos. Apesar da ausência do Copete e do Bruno Henrique, o Santos te dá aquele meio campo vazio para você sair e depois pressiona o jogador com a bola. Nós erramos alguns passes porque a movimentação no primeiro tempo não foi adequada, e proporcionamos ao Santos contra-ataques que poderiam ter custado caro. Conseguimos consertar isso, ter uma movimentação maior na segunda etapa. Em vez de dois jogadores virem buscar a bola com os zagueiros, um vinha e o outro se projetava para confundir a marcação. No segundo tempo, conseguimos roubadas de bola, conseguimos algumas situações e poderíamos ter vencido a partida. Difícil jogar com o Santos, uma equipe nitidamente muito bem treinada, mas principalmente no segundo tempo conseguimos quebrar a verticalidade e você via os jogadores no meio rodando, mas sem encontrar alguém na diagonal para o passe. Foi um bom jogo. Tivemos a chance para matar e não matamos”

    O próximo adversário é o Atlético MG, com a qual o Fluminense não perde há quase dois anos. Esperamos que em casa o Fluminense possa fazer um bom jogo, e que possamos faturar mais três pontos importantes na competição.

    Fonte: Isto é.