[facebook]

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Júlio César explica porque altitude pode complicar a vida dos goleiros

Por FLUnômeno —

  • 11:21

    Foto: Mailson Santana - Fluminense FC (Divulgação).
    Hoje o Fluminense encarará a Universidad Católica do Equador, pela definição da vaga para a terceira fase da Copa Sul Americana 2017. Por vencer por 4 x 0 no jogo de ida, realizado no Maracanã, o Fluminense pode até perder por três gols, que mesmo assim, consegue levar a vaga. O jogo será realizado na altitude de Quito, no Estádio Olímpico de Atahualpa, à 2.850 metros acima do nível do mar. Além dos jogadores não estarem acostumados a jogar neste ambiente, os goleiros também sofrem um pouco, por causa da velocidade da bola. Veja o que o goleiro Júlio César, titular do Fluminense, falou sobre isso.

    "A altitude muda muito a velocidade da bola. Neste treino já deu para sentir a diferença. Precisamos ficar mais atentos ainda, pois promete ser um jogo bem complicado"

    Fluminense e Universidad Católica do Equador se enfrentam logo mais, às 19h.

    Fonte: Netflu.